segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Nasa anuncia descoberta de água líquida em marte

Começo por recordar a notícia aqui publicada no dia quatro de Fevereiro de 1014
Que tinha como titulo: “Imagens sugerem existência de água líquida em Marte.”
Bem agora foi confirmada a existência dessa água que forma pequenos cursos sazonais.

A NASA utilizou um espectrómetro encontrado a bordo da Mars Reconnaissance Orbiter para descobrir a presença de sais hidratados, que segundo os cientistas é a prova irrefutável de que aquelas marcas na superfície marciana são de facto provocadas por agua no estado liquido e saturada se sal o que permite o seu estado fluido a uma temperatura de -23ºC, temperatura a partir da qual esta “nascentes” surgem durante a época mais quente de Marte e voltam a desaparecer durante o inverno.

domingo, 27 de setembro de 2015

Eclipse lunar esta madrugada pelas três da manhã


Hoje dois fenómenos vão prender a atenção observadores de todo o mundo: a 'super-lua' e o eclipse lunar.
Os fenómenos, que aconteceram juntos pela última vez em 1982, só voltam a ocorrer em 2033.
A super-lua ocorre no momento em que a Lua está cheia e na maior proximidade com a Terra, posição conhecida como perigue.

Já o eclipse da Lua ocorre quando o Sol, a Terra e o satélite estão alinhados. Por disso, a Terra bloqueia a luz do Sol que deveria incidir sobre a Lua, fazendo sombra sobre o satélite, que deverá mostra-se vermelho escura durante esta madrugada.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Existe um oceano em Ganimedes!

Cientistas confirmaram que a lua Ganímedes, possui um oceano por baixo de uma crosta superficial de gelo.
A descoberta resolve um mistério relacionado à maior lua do sistema solar
Assim como a Terra, Ganímedes possui um núcleo de ferro fundido que gera um campo magnético, embora o campo magnético de Ganímedes seja amalgamado ao campo magnético de Júpiter.
O campo magnético de Júpiter se altera com sua rotação, agitando as auroras de Ganímedes. Cientistas mediram tais movimentos e descobriram que os efeitos visuais se mostravam mais restritos do que deveriam.

Usando modelos gerados por computador, eles chegaram à conclusão de que um oceano salgado, capaz, portanto, de conduzir electricidade, abaixo da superfície do satélite se contrapunha à atração magnética de Júpiter.

Ganímedes  junta-se agora a uma crescente lista de satélites do sistema solar que possuem uma camada de água abaixo da superfície.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Atmosfera de Plutão.

Depois da passagem por plutão a sonda  continua a enviar fotos incríveis desta vez revela-nos a atmosfera de plutão numa foto tirada a partir do lado escuro do planeta.

terça-feira, 14 de julho de 2015

New Horizons chega a Plutão


Passados nove anos e meio de viagem a sonda new horizons chega finalmente ao seu destino e mostra-nos imagens sem precedentes do planeta anão plutão e da sua lua caronte, nos dias que se seguem vão chegar mais fotos e informações deste mundo distante.

sexta-feira, 13 de março de 2015

cassini detectou actividade hidrotermal em emcelado.

A NASA anunciou ontem que a sonda cassini detectou evidencias claras da existência de actividade hidrotermal na lua de Saturno encelado, tal descoberta, torna este pequeno mundo num alvo de exploração muito semelhante a (europa) lua de Júpiter.

Também em encelado se suspeita que possa existir um oceano liquido sob a crosta de gelo e que as fontes hidrotermais possam sustentar alguma forma de vida.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Japão lançou sonda Hayabusa2

O Japão lançou uma sonda com a missão de criar uma pequena explosão num asteróide e enviar amostras da rocha espacial de volta à Terra.

A missão Hayabusa2 da agência espacial japonesa, foi lançada no dia 3 de Dezembro pelas 04:22, do Centro Espacial Tanegashima do Japão. Para alcançar o asteróide 1999 JU3, a Hayabusa2 levará a cabo uma passagem rasante pela Terra em 2015 a fim de ganhar velocidade e, em seguida, prosseguirá para um encontro com o asteróide em 2018. Espera-se que a Hayabusa2 orbite a rocha espacial durante 18 meses, aterrando três vezes para recolher amostras de material. Os cientistas suspeitam que o asteróide 1999 JU3 contém água e materiais orgânicos


Se tudo correr como o previsto, a nave fará então uma viagem de um ano de volta à Terra, com aterragem prevista no interior australiano e no final de 2020, com amostras do asteróide 1999 JU3.